factos interessantes sobre gatos

15 factos interessantes sobre gatos

Bem, vamos a conhecer um pouco mais sobre os nossos amigos felinos. Assim sendo, aqui têm mais 15 factos interessantes sobre gatos. Divirtam-se e não percam nenhum!

Conheça os factos interessantes sobre gatos

  1. Ao contrário dos cães, os gatos não têm dente doce. Os cientistas acreditam que isso é devido a uma mutação num receptor de sabor chave.
  2. Quando um gato persegue a sua presa, ele mantém seu nível de cabeça, ou seja, o equilíbrio. Os cães e os seres humanos agitam as cabeças para cima e para baixo.
  3. O termo técnico para a bola de pêlo de um gato é um “bezoar”.
  4. Um grupo de gatos é chamado uma “cambada .”
  5. Os gatos fazem aproximadamente 100 sons diferentes. Enquanto que os cães fazem apenas perto de 10.
  6. Existem mais de 500 milhões de gatos domésticos no mundo, com aproximadamente 40 raças reconhecidas.
  7. Embora seja comummente pensado que os antigos egípcios foram os primeiros a domesticar gatos, mais antigo gato de estimação foi recentemente encontrado num túmulo de 9.500 anos de idade na ilha mediterrânica de Chipre. Esta sepultura precede à arte egípcia que descreve gatos desde há 4.000 anos.
  8. O cérebro de um gato é biologicamente mais parecido com um cérebro humano do que com um cão. Isto é, ambos os seres humanos e os gatos têm regiões idênticas nos seus cérebros que são responsáveis pelas emoções.
  9. A audição de um gato é melhor do que a de um cão. Portanto, um gato pode ouvir sons de alta frequência até duas oitavas acima de um ser humano.
  10. Os investigadores não sabem exactamente como um gato ronrona. A maioria dos veterinários acredita que um gato ronrona vibrando pregas vocais profundamente na garganta. Para fazer isso, um músculo na laringe abre e fecha a passagem de ar cerca de 25 vezes por segundo.

 

Diário de um gato doméstico

Diário de um gato doméstico: conheça os seus segredos

Alguma vez se perguntou como seria o diário de um gato doméstico? Pois não pergunte como, mas arranjamos algumas páginas do diário de uma das nossas bolinhas de pêlos! Conheça os segredos ocultos e o que aprontam.

  • DIA 654

Os meus captores continuam a provocar-me com bizarros objectos pendurados. Eles jantaram generosamente carne fresca, enquanto eu sou forçado a comer cereais secos (Ughhs). A única coisa que me mantém em movimento é a esperança de escapar… Assim como a leve satisfação que recebo de destruir o mobiliário. Amanhã tentarei comer outra planta ou vomitar na carpete.

  • DIA 655

Hoje tentei atacar aos meus captores. Lancei-me ao redor dos seus pés enquanto estavam a caminhar. Acharam que estava a brincar! Como é possível? Nota pessoal: devo tentar isso no topo das escadas.

Noutra tentativa de desagradar e repelir esses vil opressores, mais uma vez induzi-me a vomitar na sua cadeira favorita… Devo tentar isso na sua cama (de novo).

  • DIA 656

Dormi o dia inteiro para que eu pudesse irritar os meus captores com súplicas incessantes por comida em horríveis horas da noite. Estava a ser um sucesso, até que um deles pegou em mim para dormir com eles… Quase…

  • DIA 657

Trouxe-lhes o corpo decapitado de um rato, na tentativa de torná-los conscientes do que sou capaz de fazer. Para que sintam medo nos seus corações. Estranhamente eles deram-me os parabéns… Sou um bom menino?! Hmmm… Não funcionou de acordo com o plano… Devo admitir que são seres incompreensíveis! Alguém que me salvar, por favor!

  • DIA 658

Estou finalmente ciente de quão sádicos eles são. Por alguma razão fui torturado com água. Desta vez, no entanto, incluiu algo chamado “shampoo”. Que mentes doentes poderiam inventar tal líquido. O meu único consolo é o pedaço de polegar ainda preso entre meus dentes e o pequeno pedaço de carne sob minhas garras.

  • DIA 659

Houve algum tipo de reunião dos seus cúmplices. Fui colocado em solitário durante todo o evento. No entanto, ouvi o barulho e cheiro de uns tubos de vidro que eles chamavam de “cerveja.”

No entanto, ouvi algo muito importante. Este líquido tem um seu poder mágico, já que aparentemente causa efeitos nos humanos. Devo aprender o que é isso e como usá-lo para minha vantagem.

  • DIA 660

Não posso confiar em ninguém. Estou convencido de que os outros cativos são infiltrados. O cão é sai todos os dias e parece mais do que feliz em retornar. Ele é obviamente um deles. O pássaro, por outro lado, tem de ser um informante. Ele dominou a sua língua perfeitamente e fala com eles regularmente. Estou certo de que ele relata todos os meus movimentos. Devido à sua localização atual na sua casa de metal a sua segurança está assegurada. Hmm… Por agora pelo menos! Eu posso esperar, é apenas uma questão de tempo.